Tirando as dúvidas sobre feminismo

Atualmente o movimento feminista vem ganhando muito destaque, exatamente por ter se espalhando pela internet, que é um meio de expressar ideias e conceitos, abrangendo um número enorme de pessoas.  Assim surgem muitas dúvidas referente ao feminismo, pois muitas pessoas não entendem do que se tratam e acabam por ter ideias erradas sobre.

Dessa forma, esse artigo vem para esclarecer algumas ideias e curiosidades de pessoas que não entendem bem do que se trata o tal falado feminismo.

O que é feminismo?

O feminismo é um movimento que luta pela igualdade entre os gêneros e está presente desde o século XIX, dessa forma desmistifica a teoria que o feminismo prega que as mulheres sejam superiores aos homens.

Feminismo é o contrário de machismo?

mulher vs homem
Imagem de Claudio_Scott por Pixabay

Muitas pessoas costumam confundi esses termos, assim acabam se baseando em achismo, por acreditar em ideias erradas.

Machismo é a ideia de que as mulheres são subordinadas aos homens, sendo então um sistema totalmente hierárquico que tem como base o patriarcado. O machismo não acredita na igualdade, logo o contrário dele é o femismo.

É o femismo que prega a superioridade da mulher em comparação aos homens, ou seja, machismo e femismo é exatamente a mesma coisa, pois ambos acreditam na superioridade de um gênero.

Já o feminismo não acredita que os homens são subordinados as mulheres, ele acredita que os sexos femininos e masculinos são iguais. Enganam-se quem pensa que o feminismo fala de superioridade.

O feminismo acredita na igualdade de oportunidades de trabalho, de liberdade, de direito salariais e etc.

“Não sou feminista, sou humanista”

Primeiro que o humanismo não é um movimento social, já o feminismo é, logo trata-se de coisas diferentes.

O humanismo é a crença de que as pessoas são boas, sem precisar de religião, ou seja, todos os problemas podem ser resolvidos por meio da razão. O humanismo é sobre os direitos humanos, não sobre feminismo e machismo.

Por que o feminismo só é falado agora?

O feminismo já existe desde o século XIX, mas acontece que o acesso à internet aumentou nos últimos anos, então o conceito ficou bem conhecido.

Logo, mulheres criaram espaço dentro das redes sociais, os famosos grupos, onde falam um pouco sobre o que sofrem, como assédio, relatos de estupros, etc.

Por que é preciso falar de feminismo?

Muitas pessoas acreditam que as feministas já conquistaram o direito ao voto e que não é necessário mais falar sobre o feminismo, pois creem que elas já possuem direito iguais, mas enganam-se, pois mulheres ainda ganham menos que os homens, mesmo quando ocupam cargos iguais.

O que acontece é que as pautas feministas são bem mais abrangentes do que se imagina, as mulheres lutam pelo direito ao seu corpo, por andar na rua sem ser assediada, pela legalização do aborto, pelo fim do assédio sexual e da cultura do estupro. As pautas do feminismo são muitas.

Alguns dados mostram o quando ainda é necessário fala do feminismo atualmente:

  • A cada 12 minutos, no Brasil uma mulher é violentada;
  • A cada 10 minutos uma mulher é estuprada;
  • A cada 90 minutos uma mulher é morta;
  • Mulheres ganham 30% menos os homens;
  • Mulheres são as maiores vítimas de assédio sexual no trabalho;
  • Mulheres são as que mais sofrem violência doméstica.

“Mas homens também morrem, não faz sentido o feminismo.”

Homens também morrem, isso é a verdade, mas a diferença é que homens não morrem por serem homens, já as mulheres morrem por ser mulheres.

Um homem ter medo de andar na rua a noite está ligado diretamente a assaltados e a violência física, já o medo de uma mulher é diferente, pois ela tem esses mesmos medos e ainda tem o receio de ser violentada sexualmente, isso acontece exatamente por ela mulher.

Feministas não se depilam?

O feminismo não obriga ninguém a se depilar ou a não se depilar, o que o movimento prega é que a mulher tem direito de fazer o que quiser com seu corpo, inclusive dizer não para a depilação.

Você pode depilar a perna e a axila e ainda sim ser feminista, pois os que esse movimento deseja é a liberdade.

Feministas odeiam homens?

homem e mulher
Imagem de Tumisu por Pixabay

Muita gente acredita que ser feminista está estritamente ligado a odiar o sexo masculino, mas esse é um mito, pois o que essas mulheres odeiam é machismo que sofrem, odeiam ser assediadas e violentadas pelo simples fato de serem mulheres.

Feministas pregam o aborto e não querem ser mãe

Ninguém prega o aborto, o que as feministas desejam é a legalização do mesmo, por acreditar que cabe a mulher decidir se quer ou não continuar com a gravidez, pois o corpo é dela.

E essa história que as feministas não querem ser mãe também não é verdade, novamente entra a pauta que cabe a mulher decidir ter filhos ou não, e caso não queira deve ser respeitada pela sociedade mesmo assim, pois nem todas as mulheres possuem o instinto materno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianJapanesePolishPortugueseRussianSpanish